Uma história de arte e educação

coletivo sim

Coletivo formado por artistas interessados em contar histórias ancestrais e contemporâneas para e com  pessoas de qualquer idade. Em um diálogo entre a dança, música, literatura e as artes visuais experimentam videodanças, videoretratos, videoinstalações e outros formatos de narrar.

A equipe do SIM! é formada por Gabriela Canale- doutoranda em estudos comparados de literatura e artista visual e educadora, Paulo Afonso Caldas – músico, compositor e arte educador, Thales Alves – poeta, compositor e arte educador, Renata Fernandes -artista da dança e educadora e Juliana França – dançarina e arte educadora.  Começaram suas pesquisas em 2009, quando definiram um desejo comum em criar obras multimídias inspiradas em histórias tradicionais. Experimentaram narrativas literárias, a dramaturgia na dança, a narrativa imagética dos vídeos e das instalações. Em meio a estas investigações inspiradas pelo conto d’“A menina do fósforo” e “Sapatinhos Vermelhos” realizadas de improviso na casa da integrante Renata, então moradora da Vila Maria Zélia, o coletivo decide abrir espaço para novos integrantes. Quem seria o público destes trabalhos, pensamos? Decidimos chamar então este público para criar junto conosco – as crianças da Vila.

Em 2010 esta ideia foi contemplada pelo VAI – Programa de Valorização de Iniciativas Culturais e desenvolvemos o projeto intitulado “NO COLO DO CONTO, NA COLA DA DANÇA”. No site do projeto pode-se apreciar todo o percurso de criação coletiva realizado na vila e seus resultados: um livro e um videodança lançados ao fim de 2010.

Em 2011, novamente com o patrocínio da prefeitura e do programa VAI, desenvolvemos a continuação do projeto passado desta vez intitulado “CONTOS DA VIDA PELOS QUATRO CANTOS DA VILA” onde investigamos a narrativa em criações multiartísticas a partir de processos coletivos intergeracionais junto a crianças e a terceira idade.

Em 2012 o Coletivo SIM! foi agraciado com o prêmio RUMOS de arte e educação. Neste ano uma das fundadoras, Renata Fernandes, viajou pelo Brasil conhecendo projetos selecionados pelo edital trocando experiências com artistas educadores de vários estados brasileiros. Em 2013 o coletivo começou a investigar novas criações a partir destes saberes, na vila e fora dela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s